Harvard decide criar banco de dados de opiniões das cortes dos EUA

A Universidade Harvard anunciou que vai digitalizar todos os arquivos com as opiniões das cortes dos Estados Unidos. O material então ficará aberto, para que os algoritmos de softwares leiam os documentos, façam análises e gerem produtos.

A informação foi divulgada por Adam Ziegler, diretor do Laboratório de Inovação da Biblioteca da Faculdade de Direito de Harvard , em entrevista ao portal Technology Review.

A reportagem lista as principais tecnologias utilizadas pelas bancas norte-americanas e apresenta opiniões de professores universitários sobre a importância da inteligência artificial. “Por que você pagaria a um jovem advogado para fazer um serviço que pode facilmente ser feito por um software?”, questiona Ziegler.

Veja alguns dos softwares citados:

COIN
Utilizado pelo banco JPMorgan, o Contract Intelligence faz, em segundos, tarefas que levariam 360 mil horas para seres humanos.

CaseIQ
Criado pela companhia indiana CaseMine, o programa recebe algumas informações dos advogados e apresenta sugestões para tornar mais fortes os argumentos da defesa.

Kyra Systems
Plataforma que faz revisão de contratos, é utilizada por quatro dos dez principais escritórios de advocacia dos Estados Unidos.


Fonte: Revista Consultor Jurídico

 

JoomShaper